Usando Torrent

Você conhece a transmissão de arquivos via torrent? Provavelmente sim, essa forma de transporte de arquivos, estima-se, é responsável por 35% dos dados transferidos pela internet no mundo.

A eficácia dele está no fato de quebrar os arquivos em pequenos pedaços que são partilhados aleatoriamente, assim, não há fila de espera para baixar o arquivo, igualmente, você pode parar e recomeçar o download quando desejar.

Outro ponto positivo se encontra na qualidade dos arquivos.Por torrent você encontra facilmente uma alta gama de filmes, por exemplo, com 4gb de tamanho. Também, músicas de 320kbps. Para baixar por torrent, você precisará baixar um gerenciador de torrents.

Se você usa Windows, eu recomendo o UTorrent.

Alguns bons sites para pesquisar por  torrents:

http://www.mininova.org/

http://thepiratebay.org/

http://isohunt.com/

http://www.demonoid.com/

E bons downloads para todos.

Anti-vírus, free e sem realizar download

Se você usar Windows e não tiver um bom anti-vírus, infecções no seu computador serão tão comuns quanto um brasileiro comer arroz com feijão.

Eu sou do tipo que tem um anti-vírus Free mais ou menos (Avast) e que de tempos em tempos passo um scan on line, se verificar algum problema (como baixa velocidade) formato e este fica novinho em folha.

Mas compreendo que muitas pessoas precisam recorrer a terceiros para formatar suas máquinas (e aqui esse pequeno serviço custa R$ 90,00) ou simplesmente não gostam de perder tempo formatando. Logo, a solução é utilizar um bom anti-vírus.

Entre os Free, você pode usar o Avast, o AVG ou o Avira, todos de boa qualidade e encontrados em versão gratuita no Baixaki. Se quiser investir num anti-vírus realmente bom, recomendo o NOD32 ou o Kaspersky que são pagos (mas que podem ser crackeados com um pouco de habilidade).

E se, após esse post, você ficou duvidando da eficácia do seu anti-vírus, passe um scan online, ou seja, um anti-vírus que verifica seu computador (e em alguns casos deleta as infecções encontradas) sem precisar realiza o download do programa.

Quase todos os anti-vírus disponíveis disponibilizam essa opção, a minha favorita é a do bit defender, que além de detectar os vírus, os apaga e fornece um relatório de onde ocorreram as infecções. Também é o mais rápido que conheço, confiável e de fácil uso por todos (embora eu reconheça, o Panda por exemplo é mais confiável, mas exige registro).

Abaixo, link pra fazer scan com o BitDefender:

ATENÇÃO:  Use o Internet Explorer.

BITDEFENDER SCAN ONLINE

Músicas que Criticam

Ok, confesso, não sei como começar esse post.

Eu quero escrever sobre músicas que tragam críticas, ao sistema vigente, contra uma determinada pessoa, contra tudo e todos, mas não sei como começar a fazer isso.

São tantas as músicas que nos marcam pela mensagem que querem passar, alguém aí curte Legião Urbana?

‘O Senhor da Guerra não gosta de crianças (…) a gente não, queria lutar’

Ou Cazuza?

‘Os meus heróis morreram de overdose, meus inimigos, estão no poder’.

Haha, ou ainda, o humor ácido do Ultraje a Rigor?

‘A gente não sabemos
Escolher presidente
A gente não sabemos
Tomar conta da gente
A gente não sabemos
Nem escovar os dente
Tem gringo pensando
Que nóis é indigente…’

Eu poderia ficar aqui a citar centenas de músicas assim, que foram criadas não apenas para os ouvidos, mas também para a cabeça, para nos fazer refletir e, preferencialmente, tomar um partido (não político, obviamente) e uma atitude frente ao problema retratado.

Mas, ao invés disso, vou deixar uma música, que a maioria que passar por aqui deve conhecer, do Black Sabbath (se você se considera um apreciador do metal e não conhece Black Sabbath, favor, vá ouvir pagode).

A música se chama War Pigs, se encontra no álbum Paranoid (1970). O nome da música lembra-me a obra Revolução dos Bichos (que eu faço questão de postar no blog qualquer dia desses), e retrata os horrores da guerra, guerras sem sentido, planejadas pelos poderosos, que só trazem mortes e sofrimento.

Abaixo a tradução:

Porcos de Guerra

Generais se reúnem em suas massas
como bruxas numa missa negra
mentes diabólica que tramam destruição
feiticeiros da criação da morte
Nos campos há corpos queimando
enquanto a máquina de guerra continua agindo
Morte e ódio à humanidade
envenenando suas mentes esvaziadas

Políticos se escondem
eles apenas iniciam a guerra
por que eles deveriam sair para lutar
eles deixam isso para pobres

o tempo vai mostrar a força de suas mentes
fazendo guerra só por diversão
tratando as pessoas como peões num jogo de xadrez
espere até que seu dia do julgamento chegue

Agora na escuridão o mundo para de girar
cinzas onde os corpos queimavam
sem mais porcos de guerra no poder
a mão de Deus marcou a hora
Dia do julgamento, Deus está chamando
Os porcos de guerra estão de joelhos, rastejando
implorando perdão por seus pecados
Satã está rindo e expandindo suas asas

Download da música:

Rapidshare – 5mb

Você gosta de animes?

Se você realmente gosta de animes já deve saber: assistir pela televisão aberta é furada. Os episódios são dublados e cortados, então que opções restam?

a)     Retirar em vídeos-locadora.

Bem, não sei nas cidades maiores mas aqui, raramente se encontra animes em vídeos-locadora, mas sei lá, vai ver o problema é nesse fim de mundo onde me escondo.

b)     Comprar DVDs de animes pela internet.

Um negócio o qual estou começando a pensar em me dedicar.

c)      Baixar animes pela internet.

O que a esmagadora maioria dos fãs de anime faz.

Atualmente, meu site favorito para download de animes é o Kazen Animes, ele é organizado, rápido e possui sempre duas opções de download (Rapidshare e Megaupload).  Por enquanto, ainda não vi nenhum arquivo fora do ar.

O site também possui fórum e comunidade do orkut.

Mas, bem, não basta dizer onde baixar animes, seria útil se eu também sugerisse algum. Difícil sugerir, sem saber o gosto de quem lerá esse post, mas fica a dica igual: Black Lagoon.

Quando me citaram esse anime pela primeira vez disseram ‘é o anime mais sangrento que já vi, tu vai gostar’. Bem, como boa garotinha sedenta da falsa violência baixei esperando ver um pouco da boa e velha ‘ultra-violencia’ (um dia ainda farei um post dedicado a Laranja Mecânica).

Mas não foi apenas derramamento de sangue que vi, na verdade, isso é o que menos chamou minha atenção no anime. O que mais chama atenção são as idéias de rever conceitos e quebrar paradigmas.

Okajima Rokuro seria apenas um típico funcionário de uma empresa qualquer do japão, com uma rotina já pré-definida e com todos os dias iguais até que é enviado em um viagem pela empresa e, por motivos que não convém contar (pra não estragar uma das surpresas do anime) ele acaba tendo que fugir de ser assassinado e vê como única maneira tornar-se membro da Black Lagoon, uma assosiação de ‘piratas’ que vive da busca por recompensas.

O anime também mostra um pouco do submundo (ou seria sub-mundo? Maldita reforma ortográfica!) do crime, aparece no anime yakuzas, terroristas, neo-nazis, máfia russa… e mais, mostra a face cruel da humanidade.

Face cruel da humanidade? Ta viajando menina?  Pois é, depois de ler os últimos noticiários é fácil achar que a frieza e crueldade mostrados no anime não são fatos exatamente fora da realidade.

Link para download de Black Lagoon (24 episódios)
black-lagoon

The Old Dead Tree

Hoje contei para um amigo que meu blog seria assassinado. Bem, ele pensou que eu deletaria esse endereço mas, bom, não vai ser um assassinato tão literal.

Acho que é pleno acordo entre quem me conhece que meu gosto musical é, diríamos, um pouco fora do padrão. Mas mesmo assim resolvi arriscar e colocar aqui um dos meus álbuns favoritos para download: The Nameless Disease (Doença sem Nome) da banda francesa The Old Dead Tree (A Velha Árvore Morta).

Mas é óbvio que eu não simplesmente colocaria um link e pediria: baixem que vale a pena.

Vou tentar primeiro convencer alguém a baixar não é?

Em primeiro lugar, uma breve descrição da banda.  The Old Dead Tree é uma banda francesa, formada em 1997. Seu estilo é algo que não consigo descrever, pela temática (suicídio, depressão, solidão…) seria uma banda de dark ou gothic, mas ela tem algumas influências do rock e até mesmo, pop. Um amigo certa vez descreveu como ‘Metal Baladinha’, ou seja, metal, mas leve e melódico. Mas, nesse álbum, nos seguintes a banda desenvolve uma tendência mais extrema, puxando inclusive pro doom metal.

Agora, uma descrição do álbum. The Nameless Disease é um álbum conceitual (ou seja, um álbum onde todas as músicas seguem a mesma temática), no caso, sobre suicídio, mas mais do que isso, foi um álbum que tentou transformar em música uma dor real.

Real? É, foi feito em homenagem a Frédéric Guillemot, o baterista que suicidou-se poucos meses após o lançamento do primeiro cd da banda e uma perda que aparentemente a banda nunca superou.

Mas, CALMA, ainda tem mais a ser lido.

Quero deixar claro que esse álbum não possui simples lamentações sobre a morte (álbuns assim estão por aí aos montes), mas, mais do que isso, são músicas que tentam mostrar a importância da vida, a alegria nas pequenas coisas e a sua preciosidade e o sofrimento daqueles que amam alguém que parte.

How Could You? (tradução)

Às vezes eu tento aceitar que você se foi
Às vezes eu acho que não vou conseguir prosseguir sozinho
Uma luta eterna, para parecer normal, para parecer divertido
Eu posso apenas forçar sorrisos em minha pobre face
Minha pobre face…

Como você pôde nos deixar tão repentinamente?
Como nós viveremos?
Como você pôde nos deixar tão repentinamente?
Como eu viverei?

Eu estou tão bravo com você
Como você pode
esconder sua dor desse jeito?

Eu estou tão bravo comigo
Como eu pude
ser tão cego?

Todas as manhãs o mesmo pesadelo
Eu não vou acordar?
É a pior dor que eu já senti
Você se entregou, se entregou…

Porque você odiou a vida como ela te odiou
Como uma doença sem nome, como uma tortura incerta

Eu procurei respostas para explicar seu suicídio
Eu preferi a versão de um fato impulsivo

Mas você sabia todo esse tempo que você iria
Você preparou sua própria morte com um sorriso em seus lábios

Nós perdemos um amigo
Uma parte de nós
Nunca mais será o mesmo!

Link do Youtube pra uma música.

Link para Download do álbum.

Senha: bunalti.com

Fonte do link: http://www.bunalti.com

A Outra História Americana.

a outra história americana

American History X, trazido para o Brasil como A Outra História Americana, é um drama envolvente, que relata a história de dois irmãos, envolvidos com o neo-nazismo e de como isso destruiu suas vidas.

De maneira tocante,mostra como tudo originou-se pelo ódio e pela intolerância, que direcionados para a discriminação racial acabaram por destruir várias vidas.

Um filme bacana de ser visto, num momento que, provavelmente é só paranoia minha (ou não), estão crescendo vários grupos de apoio a tal ‘Supremacia Branca’ou até a ‘Supremacia Negra’. Pois cá entre nós, movimentos de Orgulho Negro de alguma forma também não são uma forma de discriminação?

Bem, e, independentemente disso, tá na moda seguir ideologias e crenças bestas, por motivos bestas e sem raciocinar muito a respeito da mesma forma como está na moda criar rancores profundos por fatos do passado (e sim, confesso, nesse último sou campeã).

Enfim, fica minha recomendação de filme.

Download do filme legendado:

http://www.megaupload.com/?d=MTP7YM01

Fonte do Link:

http://www.baixartudofree.net/2009/02/download-outra-historia-americana.html

Concursos Públicos

Na questão profissional há três tipos de pessoas, as que buscam:

a) estabilidade financeira.

b) satisfação pessoal.

c) coisa nenhuma.

É claro que as vezes é uma mistura do item A com o item B e et cetera e tal.

Para as pessoas do grupo A a melhor opção são os concursos públicos, são em geral bem remunerados e garantem estabilidade empregatícia.

Mas, bem, a não ser que você seja alguém muito inteligente (ou que simplesmente tenha feito decentemente o ensino médio e, em alguns casos, o ensino superior), para passar, você terá que ESTUDAR.

Pra estudar você tem duas opções, cursinho, ou criar vergonha na cara e estudar por conta própria.

A parte boa dos cursinhos, é que a maioria das pessoas trabalha mais sob pressão, e os cursinhos, ao meu ver, são ótimos na arte de pressionar uma pessoa a dar o melhor de si.

A parte ruim? Os cursinhos presenciais mais baratos que conheço estão na média de R$ 600,00.

Pela internet também é possível encontrá-los, pagando valores ‘módicos’ e ,em geral, beirando a R$ 400,00.

Então, para as pessoas sem condições (ou sem vontade) de desembolsar um valor superior ao salário mínimo nacional resta apenas estudar por conta própria.

Eu podia dar os macetes padrões pra fazer isso (o que seria muito hipocrisia já que não sigo praticamente nenhum deles), como sono regular e horários fixos pra estudar mas isso é encontrado em qualquer canto da internet.

Ao invés disso eu vou dizer: cuidado com as apostilas que você encontra na internet.  A maioria está desatualizada, em especial nas questõs de informática e conhecimentos gerais. Não se sinta esperto por ter baixado a apostila do IBGE pro concurso de 2009, encontrei pelo menos 4 já na internet,uma mais incompleta e errada que a outra.

Procurando você encontra apostilas BOAS, como do Solução e do Vestcom pelo preço mínimo de R$ 25,00, somando-se a isso um valor de frete não superior a R$ 14,00. Sabe, talvez valha mais a pena comprar a apostila do que baixá-la (o que não quer dizer que não há boas apostilas na internet é claro, apenas aconselho a conferir bem o material antes de utilizá-lo para estudo).

Por fim, para ter algo de REALMENTE aproveitável nesse post (que já está tão estupidamente longo que ninguém irá querer lê-lo), um link que pra mim vale ouro:

http://www.pciconcursos.com.br/

O melhor do site são os testes que você pode fazer para testar seus conhecimentos e, se não souber a resposta, pode ler a discussão sobre a questão e compreender qual o método de raciocínio ou cálculo necessário para resolve-la.

Também, tem várias provas de concursos passados que você pode baixar para conferir como será a prova do próximo concurso.

Como agora a febre está em torno do concurso do IBGE 2009, aqui está o link das últimas provas:

http://www.pciconcursos.com.br/provas/ibge

PS:  Os gabaritos vem junto com os arquivos.

PS2: Para abrir os arquivos você deverá usar programas como o WINRAR ou o 7Zip.